Descubra o Erro na Música #9 – Telefone Mudo

Início » Blog » Dicas » Erro na música » Descubra o Erro na Música #9 – Telefone Mudo

Provavelmente a dupla conhecia o modo correto de grafar a frase, mas aí não ia ter rima, né? Afinal, com a licença poética, estética musical é prioridade!

Por: | 2017-12-18T11:38:18+00:00 21 de fevereiro de 2017|Erro na música|

Telefone Mudo“Telefone Mudo” é uma das músicas que são bem pedidas nas rádios do Brasil. Então, a gente aproveita para dar aquela ‘analisada básica’ para saber como a  licença poética foi usada nessa música! Vamos lá.

“Porque já estou cansado de ser o remédio/Pra curar seu tédio/Quando seus amores não lhe satisfaz”

Quem não reconhece Milionário e José Rico, não é mesmo? Ninguém melhor para curtir aquela dor de cotovelo… Agora, será que dá pra reconhecer o desvio da norma culta que aparece na letra da música Telefone Mudo? Tomara que sim!

Se você diagnosticou o problema como sendo a concordância do verbo satisfazer, está certíssimo! Vamos descobrir qual o remédio pra esse uso da licença poética?

Na frase citada, “seus amores” é o sujeito do período, portanto o verbo “satisfazer” deve concordar com ele.
Levando em conta que o sujeito é plural, o verbo também deve estar conjugado no plural, não é mesmo?
Sendo assim, se “meus amores” é a terceira pessoa do plural, o verbo deve estar nessa mesma concordância: “Quando seus amores não lhe satisfazem”

Sabemos que, provavelmente, a dupla conhecia a maneira correta de grafar a frase, mas aí não ia ter rima, né? Você já sabe: com a licença poética, estética musical é prioridade!

Deu pra entender o desvio contido na música Telefone Mudo? Então agora é só colocar em prática tudo que aprendeu e ficar ligado no site que no dia da prova não vai ter sofrência! É aprovação imediata!

Para você que adora música, como eu, aproveita e veja outros erros cometidos nas músicas sob a chancela da Licença Poética. Clique aqui!

Essas dicas são importantes para sua revisão diária em Língua Portuguesa. Que tal conhecer um pouquinho o site do Redação Perfeita?

Colaborou: Luana Magalhães, graduanda em Letras

Comentários