Pré-existente ou preexistente? Oh, dúvida cruel!

Início » Blog » Dicas » Ortografia » Pré-existente ou preexistente? Oh, dúvida cruel!

O emprego do hífen às vezes pode parecer complicado, não é mesmo? Então, presta atenção na revisão das regras do uso correto

Por: | 2018-09-14T14:00:27+00:00 09 de fevereiro de 2017|Ortografia|

pré-existente ou preexistenteQuem é que nunca ficou em dúvida entre escrever pré-existente ou preexistente? Isso é comum, por isso, acalme seus ânimos porque vamos mandar uma explicação que você nunca mais vai ter essa interrogação na sua cabecinha.

Muito bem, para os apressadinhos que só querem a resposta, eu digo que o correto é Preexistente, sem hífen!

Mas, se você quiser continuar a acompanhar, vamos à explicação.

O emprego do hífen às vezes pode parecer complicado, não é mesmo? Já fizemos uma explicaçãozinha aqui, mas nunca é demais relembrar o que gera dúvidas. Então, presta atenção na revisão das regras do uso do hífen. Preparado? Lá vai!

Depois do Novo Acordo Ortográfico, o hífen é necessário em palavras com vogais idênticas, separando a última do prefixo e a primeira da palavra subsequente, a exemplo de micro-ondas, anti-inflamatório, micro-organismo, inter-relação, dentre outras.

Tá, mas é pré-existente ou preexistente?

Ai, que nervosismo com pré-existente ou preexistente, heim? Calma e preste atenção:

Entretanto, essa regrinha, que falamos acima, não pode ser aplicada aos prefixos monossilábicos (“re-“, “co-“, “pre-” e “pro-“), ou seja, palavras começadas por esses prefixos, em sua maioria, não se alteram. Assim, palavras como reeleição, coordenação, preenchimento, etc, não recebem o hífen. Descobriu se é pré-existente ou preexistente?

Uma última dica: “pre” é diferente de “pré“. As palavras iniciadas com o prefixo “pre” serão sempre sem hífen, porque não têm autonomia fonética (é um prefixo átono), isto é, precisa se apoiar na sílaba seguinte.
Ex.: preanunciação, predeterminação, preexistência.

Por outro lado, quando as palavras começam com “pré-“, que é um prefixo tônico, usa-se o hífen para separar qualquer termo que venha posteriormente, pois há autônima fonética.
Ex.: pré-história, pré-natal, pré-adolescência.

Viu, porque a resposta é PREEXISTÊNCIA? Agora, você nunca mais vai errar. Mas, preste atenção, pois a explicação que vem por aí, também é muito importante!

E aí? Ficou mais fácil saber onde colocar o ‘tracinho’? Esperamos que sim! Tenho certeza de que você nunca mais ficará em dúvidas se escreve pré-existente ou preexistente.

Agora é só sair por aí usando hífen apenas quando for necessário! Ah, e saiba que pelo seu nível, você já está pré-aprovado!

Aproveite e treine questões online de Língua Portuguesa pelo Qconcursos.com

Já pensou em treinar suas redações e tê-las corrigidas por uma equipe sensacional? Cadastre-se no Redação Perfeita e saiba como transformar a sua redação no melhor texto da sua vida!

Encontrou algum erro? Notifique-nos para acertarmos cada vez mais! ?

Comente no nosso post e dê a sua contribuição! Vai ser legal saber o que você pensa sobre esse assunto. 😉

Assista ao vídeo abaixo e entenda como funciona o Redação Perfeita.

Colaborou: Luana Magalhães, graduanda em Letras

Confira também:

Comentários