Descubra o Erro na Música #12 – A cada dez palavras que eu falo, onze é você

Início » Blog » Dicas » Descubra o Erro na Música #12 – A cada dez palavras que eu falo, onze é você

Alguns desvios gramaticais em certas canções podem causar um certo desconforto na audição. Vamos descobrir se a banda errou mesmo e atropelou a norma culta

Por: | 2017-12-18T12:16:01+00:00 14 de março de 2017|Dicas|
 A cada dez palavras que eu falo, onze é você“A cada dez palavras que eu falo, onze é você”, mais um desvio sob a chancela da licença poética. vamos lá!
Desvios de concordância são muito comuns na rotina do brasileiro. Eles são marcas características de um linguagem informal e podem ser facilmente identificados na fala. É claro que existem aqueles mais difíceis de perceber e que são de uma natureza mais erudita. Também temos aqueles, porém, que, como gostamos de dizer, dão aquele incômodo no ouvido, não é?
Parece que o caso de hoje é de dar desconforto na audição, não acham? Não foi difícil perceber que há algo de errado com o emprego do verbo ser na composição do KLB. O verbo conjugado é está no singular, porém ele está concordando as “dez palavras” citadas na letra. Sendo assim, o verbo deveria estar no plural – são.
Percebeu? Na verdade, de acordo com a norma culta, o verso gramaticalmente correto deveria ser A cada dez palavras que eu falo, onze são você.

Comodidade vocal

 Será que o KLB errou mesmo? Calma, não é bem assim! Esse é um outro caso de licença poética – a comodidade vocal dá liberdade ao artista para cometer esses deslizes na composição. Portanto, tudo certo com a música do KLB, podemos continuar cantando com a mesma animação de sempre!
Agora que você já entendeu, pode explicar pros amigos e convidar todos para darem uma passadinha aqui no site.

Gostou da dica de hoje?

Para você que adora música, como eu, aproveita e veja outros erros cometidos nas músicas sob a chancela da Licença Poética.

Comentários